Congresso mostra a realidade do trabalho infantil na região oeste de SC

Chapecó - A exploração do trabalho infantil parece algo bem distante da nossa realidade, mas os números mostram o inverso. Dos 100 municípios com maior índice de trabalho infantil no Brasil, 88 são da região Sul. A situação é grave e precisa ser revertida. Caso contrário, não será possível cumprir o acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que prevê, em sete anos, a erradicação de qualquer tipo de exploração infantil no país. O assunto foi amplamente discutido nesta terça (20/03) e quarta-feira (21/03), em Chapecó, durante o I Congresso Catarinense de Combate ao Trabalho Infantil, realizado pelo Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC), Ministério doTrabalho e Emprego e demais parceiros do Fórum de Erradicação do Trabalho Infantil (FETI-SC) .

Imprimir

Congresso reúne, em Chapecó, especialistas em políticas públicas direcionadas ao trabalho infantil

Inscrições gratuitas e ilimitadas online até às 12h do dia 19 de março e, pessoalmente, no Congresso que tem como sede o Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes

Chapecó - O I Congresso Catarinense de Combate ao Trabalho Infantil, que acontece em Chapecó nos dias 20 e 21 de março, busca ser um vetor do debate sobre o tema no estado. Serão dois dias de palestras sobre políticas públicas e a conjuntura de Santa Catarina com especialistas e autoridades atuantes no combate à exploração da mão de obra infantil.

Imprimir